• Agencia X10

Vinho no copo: ops, alguma coisa está errada ou como identificar se o vinho está “azedo”





Ninguém escapa disso: você escolhe, compra, guarda direitinho, espera uma ocasião especial para abrir, serve e...ops, tem alguma coisa estranha! Algumas pistas para identificar se o vinho no copo vale o brinde!


Comece pela rolha: o garçom colocar a rolha na sua frente não é só um ritual vazio. A ideia é que você consiga de fato examinar a rolha para checar se o vinho entrou em contato com ar, o que significaria que ele tem imensas chances de estar oxidado. A rolha tem que estar íntegra. Estufada, significa que o vinho pode ter aquecido. Na verdade, o álcool expande com o calor e, eventualmente, a rolha pode até estourar. Outra coisa que dá para observar só de olhar a rolha é se ela está manchada de vinho apenas na base ou se a marca chega até o topo. Neste caso, isso poderia indicar que assim como o vinho escapou, pode ter entrado algum ar e o vinho pode ter oxidado. Mas cuidado, isso não chega a ser uma regra! Espere para ver o vinho no copo antes de concluir.


Olho na cor: vinhos muito antigos tendem a ficar mais claros, mas um vinho novo que tenha cor marrom escura meio azulada, é um sinal de alerta, o vinho pode ter oxidado. Outro indicador é a transparência, alguns vinhos não filtrados são naturalmente turvos, mas um vinho que não passa por esse processo, se no copo perdeu brilho e transparência também pode estar com problemas de oxidação.


O aroma: vinhos são aromáticos. Mas cheiro é diferente de aroma, certo? Se o seu vinho no copo cheira a pano de chão molhado, por exemplo, abra outra garrafa! Os franceses chamam de “bouchonné” ou “gosto de rolha” o vinho que sofreu a ação de fungos. Mas, em princípio, nenhum vinho tem cheiro, apenas aromas, ou seja, cheiro de bolor, de podre, de umidade são indicadores de problemas. Se quiser confirmar, deixe o vinho no copo, espere meia hora e sinta novamente, o cheiro deve ter piorado muito! E aí você não precisa ter mais nenhuma dúvida!


O sabor: cheiro e gosto caminham juntos, o sabor de “tacho de azeitona na feira” (consegue visualizar?) em geral marca o vinho oxidado, um azedo mal-cheiroso; outra possibilidade é o vinho tinto (no caso) estar adocicado, parecendo um ‘péssimo vinho do Porto’. Vinho é para ter sabor, ausência de sabor ou sabores estranhos são indicadores de que, no mínimo, aquele vinho não vale seu brinde!




Fonte: RGB Vinhos

18 visualizações0 comentário